ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

O diretor de The Thing reflete sobre as críticas negativas e o famoso final do suspense

kurt r the thing

Enquanto John Carpenter se abstém de dar uma resposta clara ao grande mistério que é o final de A coisaele deu a entender que os fãs têm a capacidade de descobrir por si mesmos.


Em uma aparição recente no O último showmarcando sua primeira aparição em um talk show desde que apareceu no O programa diário em 2001, Carpenter conversou com o apresentador Stephen Colbert sobre A coisa. Colbert compartilhou que ele era um grande fã do filme, trazendo à tona o final frequentemente discutido que não deixa claro qual dos dois personagens restantes – RJ MacReady de Kurt Russell e Childs de Keith David – é o assimilado pelo alienígena arrebatador de corpos. Colbert não quer saber a explicação especificamente, pois parece preferir o mistério, mas ainda pergunta a Carpenter se há de fato uma resposta clara para a pergunta.

John Carpenter aborda o futuro da franquia Halloween: ‘Todos os tipos de maneiras de trazer Michael Myers de volta’

“Há uma resposta absoluta para essa pergunta, eu sei a resposta… Se você observar com muito cuidado e me enviar um cheque pelo correio, eu te direi”, brincou Carpenter. Quando Colbert ficou sério e perguntou novamente se era teoricamente possível para um fã descobrir a resposta para o mistério apenas assistindo ao filme e prestando muita atenção, Carpenter confirmou: “Você pode”.


John Carpenter provou que seus críticos estavam errados

Na época de seu lançamento, A coisa não foi um filme calorosamente recebido pela crítica. Durante o Carpinteiro Show tardio entrevista, Colbert sugeriu que isso pode ter sido em parte devido ao filme de Steven Spielberg ET lançado apenas duas semanas antes, popularizando uma representação muito diferente de um extraterrestre. Colbert também observou como o filme é agora muito aclamado, tendo desenvolvido um forte culto de seguidores com um consenso popular de que A coisa é um dos melhores filmes de ficção científica/terror já feitos. Para isso, o comediante perguntou a Carpenter se ele tinha algo a dizer aos críticos com tudo isso em mente.

O diretor de terror John Carpenter admite estar confuso com o filme da Barbie

“Eu só quero passar cinco minutos com cada um em uma sala, uma sala trancada”, disse Carpenter, deixando para a imaginação dos espectadores pensar sobre o que o dia das Bruxas e Eles vivem Helmer poderia fazer com eles. “Apenas cinco minutos, só nós dois, e ficarei feliz.”

A coisa está transmitindo no Peacock.

Fonte: The Late Show