ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

Como a tecnologia na loja reforçará as redes de mídia de varejo

As redes de mídia de varejo (RMNs) estão recebendo mais apoio das tecnologias nas lojas, de acordo com um novo relatório do IAB. O relatório, “Quantificando o sucesso da mídia de varejo na loja: medição e inovação”, coincide com a conferência da National Retail Federation (NRF) em Nova York.

Além disso, o IAB lançará um grupo de trabalho de mídia de varejo digital fora de casa (DOOH) e na loja em 7 de fevereiro. O grupo pretende desenvolver um manual para varejistas, agências e marcas sobre como planejar mídia, definir medição e compreender tecnologias e casos de uso específicos na loja.

Por que nos importamos. Os anunciantes da RMN disseram no ano passado que aumentariam seu orçamento, em média, em 11%. Marcas com orçamentos superiores a US$ 30 milhões disseram que aumentariam seus gastos em 15%. A maioria das oportunidades de RMN, no entanto, ocorre por meio de canais digitais do varejista, como pesquisa no site, ou por meio de publicidade fora do site, e não na loja.

Vá mais fundo: Como a Home Depot e a Kroger usam RMNs para melhorar a experiência publicitária dos compradores

Público na loja. Embora as divisões variem, as principais cadeias de varejo com RMNs tendem a ter um público maior nas lojas do que nos canais digitais.

Aqui está o detalhamento de alguns grandes varejistas:

RMN Instore e Digital 800x422RMN Instore e Digital 800x422
Imagem: “Quantificando o sucesso da mídia de varejo na loja: medição e inovação” do IAB.

Pontos de contato RMN. A experiência de compra na loja em muitos varejistas pode se tornar mais dinâmica com estas tecnologias atuais e emergentes:

  • Telas inteligentes em corredores e quiosques inteligentes permitem que os compradores pesquisem itens em estoque e aprendam mais sobre produtos e promoções de vendas.
  • Programação de áudio que pode ser personalizada por localização e perfil de público de quem visita a loja.
  • Rede Beacon na loja que alimenta aplicativos móveis especializados para envolver os compradores e medir padrões de tráfego. Essa tecnologia existe há anos. Um grande retalhista, a Best Buy, implementa uma rede com mais de 5.000 beacons em lojas dos EUA, de acordo com o relatório do IAB.
Rmn interno e externoRmn interno e externo
Imagem: “Quantificando o sucesso da mídia de varejo na loja: medição e inovação” do IAB.

Tecnologia de medição. Os dispositivos e telas na loja visam melhorar a experiência do cliente e, ao mesmo tempo, criar novos fluxos de dados para medir o impacto dos anúncios. Além dos pontos de contato acima, outras tecnologias podem ser adicionadas na loja para medir melhor o comportamento do cliente e o desempenho do anúncio. Esses incluem:

  • Sensores visuais em lojas que coletam dados anônimos sobre padrões de tráfego e confirmam visualizações de anúncios quando um comprador faz uma pausa para olhar uma tela.
  • Sensores de carrinho de compras e cesta que podem monitorar interações com mídia na loja.
  • Wi-Fi passivo em lojas que pode contar o número de compradores pelos dispositivos móveis que utilizam o serviço.
2024 Car Sal Survey V1 800x450 Editado2024 Car Sal Survey V1 800x450 Editado

Participe da pesquisa de salários e carreiras de 2024 da Martech

Da IA às demissões, foi um ano e tanto. Gostaríamos de saber como tem sido para você. Responda a esta breve pesquisa para que possamos ter sua opinião sobre a situação dos salários e carreiras da Martech.


Uso de dados e tecnologia. Os avanços nas RMNs ajudados pelas tecnologias nas lojas irão adicionar benefícios para anunciantes e retalhistas, de acordo com o relatório. Esses benefícios e capacidades incluem:

  • Análise de dados em tempo real: Os varejistas usam processamento de dados em tempo real para obter insights imediatos sobre os comportamentos e preferências dos clientes, permitindo-lhes ajustar rapidamente as estratégias de marketing e melhorar a experiência de compra.
  • Modelagem preditiva: algoritmos de aprendizado de máquina permitem que os varejistas prevejam tendências, demandas e comportamentos futuros dos clientes, levando a um gerenciamento de estoque mais eficaz e a esforços de marketing direcionados.
  • Análise do tempo de permanência: Ao medir o tempo que os clientes passam em áreas específicas da loja, os varejistas obtêm insights sobre os níveis de engajamento, informando decisões sobre o layout da loja, posicionamento de produtos e promoções.
  • Segmentação de clientes baseada em IA: esta abordagem oferece suporte a segmentos de clientes precisos e em tempo real, com base em atributos anônimos, incluindo idade, gênero e composição do grupo, em camadas com atributos contextuais, como proximidade na loja de determinadas categorias ou marcas, permitindo um marketing altamente direcionado e relevante. .
  • Entrega de conteúdo personalizado: A adaptação dinâmica do conteúdo com base em dados em tempo real garante que as mensagens de marketing sejam altamente relevantes e envolventes para o público presente.
  • Fontes de dados unificadas: a integração de fluxos de dados em tempo real em uma pilha de tecnologia existente cria uma moeda de mídia comum e sustentável e facilita lances e ativação programática em tempo real com base no público.

Obtenha a MarTech! Diário. Livre. Na sua caixa de entrada.