ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

Believer fica muito aquém do original, de acordo com as primeiras análises

Resumo

  • O Exorcista: Crente recebeu críticas negativas, com apenas 24% de aceitação no Rotten Tomatoes, em comparação com os 78% do original.
  • Os críticos estão divididos sobre o filme, com alguns achando-o sólido e assustador, mas carente de ambição e profundidade.
  • O filme foi criticado por ficar preso entre uma narrativa séria e um terror cafona e cafona, falhando em capturar o perigo e o impacto do filme original. O Exorcista.


Depois de adiantar a data de lançamento para evitar competir com Taylor Swift: o filme da turnê Eras, O Exorcista: Crente chega aos cinemas em 6 de outubro e as primeiras críticas surgiram online. No entanto, as coisas não parecem boas para a franquia de terror.

50 anos após o lançamento do aclamado filme original, considerado por muitos o melhor do gênero terror, Blumhouse revive a história dirigida pelo falecido William Friedkin em uma jogada arriscada. David Gordon Green, que já trouxe de volta mais uma franquia de terror, aquela famosa história protagonizada por um cara perigoso chamado Michael Myers, foi escolhido para ficar à frente do projeto que tem gerado muita expectativa, da melhor e da pior forma possível.

Poucos dias antes da estreia, as críticas já começaram a vir à tona, provocando um grande fracasso. Na verdade, depois de estrear no Rotten Tomatoeso filme tem atualmente uma aceitação de apenas 24%, um número muito baixo principalmente se comparado aos 78% que o original tem.

O Exorcista: Crente segue a história de Victor Fielding, um homem que teve que criar sua filha sozinho depois de perder sua esposa em um terremoto. 12 anos depois da tragédia, a menina e sua melhor amiga desaparecem na floresta, retornando três dias depois sem se lembrar de nada. Porém, o que aconteceu naquela época pode ser muito mais terrível do que todos imaginam, quando uma força obscura toma conta das meninas. Então, Victor deve procurar a ajuda de alguém que passou pela mesma coisa: ninguém menos que Chris MacNeil.

Relacionado: O Exorcista: Crente: Será outro terror para ganhar dinheiro?


O Exorcista: O crente não tem alma

cartazes de exorcistas
Imagens Universais

O Exorcista: Crente vem acumulando muito entusiasmo, com o retorno de Ellen Burstyn, o envolvimento de Linda Blair e a promessa de que o filme dará continuidade ao terrível legado da franquia. Porém, parece que o filme está sofrendo por abandonar muitas das coisas que tornaram o filme original tão icônico e produzir algo com muito estilo, mas sem alma.

Benjamin Lee do Guardião compara isso com dia das BruxasMas não de um jeito bom:

“Assim como sua reinvenção do Halloween, o filme fica preso entre o sério e o bobo, uma história mal gravada de um pai lidando com a dor e a fé chocantes ao lado de cenas de uma criança demoníaca gritando a palavra com C enquanto cuspia lodo. inclina-se para o último, uma noite de cinema desleixada feita com mais competência do que a maioria dos horrores recentes, mas que dificilmente fará dos fãs obstinados um crente.

Phil Owen da Cibersistemas acha que é sólido, mas é isso:

“O que tudo isso significa, eu acho, é uma nova sequência de Exorcista muito sólida. É legitimamente assustador e me fez gritar de surpresa várias vezes, o que eu adorei, mas acho que Green e companhia queriam que Believer fosse mais do que isso. Infelizmente, é tudo o que consegue ser.

Nicholas Barber, da BBC chama isso de cafona, o que pode não ser a melhor coisa para um filme de terror:

“E é assim que um filme que se preparava para ser uma homenagem inteligente e respeitosa a O Exorcista desce às profundezas de uma fraude cafona e direta para streaming. Os espectadores devem fazer o que Victor aconselha e ir embora.”

O Exorcista: Crente chega aos cinemas na sexta-feira, 6 de outubro.