ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

A cena da morte por eletrocussão da sequência de Halloween é criticada pelo verdadeiro médico do pronto-socorro: “Isso parece exagerado”:

Resumo

  • Halloween: A Maldição de Michael Myers apresenta mortes chocantes destinadas a perturbar os espectadores, incluindo uma intensa cena de eletrocussão onde a cabeça de um personagem explode.
  • Jordan Wagner, um médico de emergência da vida real, critica a autenticidade médica das mortes em filmes de terror, descobrindo que a espuma na boca na cena da eletrocussão está mais ligada à raiva do que à eletrocussão.
  • O dia das Bruxas a série fez a transição do realismo corajoso para o terror sobrenatural, passando de um conto de um assassino inexplicável para uma história profundamente enraizada no místico e no arcano.


Halloween: A Maldição de Michael Myers, a edição de 1995 da série, apresenta uma série de mortes chocantes destinadas a perturbar os espectadores. O filme segue o notório Michael Myers enquanto ele persegue seu antigo reduto de Haddonfield, acabando por confrontar a família de Laurie Strode, seu alvo original. Uma morte, em particular, envolvendo o tio de Laurie, John, o viu esfaqueado e empurrado para dentro de uma caixa de disjuntor, levando a uma dramática cena de eletrocussão onde sua cabeça finalmente explode.

Essa sequência horrível chamou a atenção do Dr. Jordan Wagner, um médico de emergência da vida real que hospeda um canal no YouTube, Médico pronto-socorro. Em um vídeo recente, o Dr. Wagner dissecou a autenticidade médica de várias mortes em filmes de terror, incluindo a eletrocussão exagerada de John. A cena em questão mostra John espumando pela boca, um detalhe que o Dr. Wagner divertidamente relaciona com raiva, em vez de eletrocussão. Quanto à explosão da cabeça? A resposta do Dr. Wagner foi bastante sucinta: “Talvez, mas nunca vi isso.”

Elaborando a sequência, o Dr. Wagner disse:

“Normalmente, Michael Myers sempre usa uma faca de cozinha grande e enorme. Com quais estruturas principais você precisa se preocupar? A maior parte são intestinos, e por trás deles estão os principais vasos sanguíneos da coluna. Lesões por eletrocussão dependem da quantidade de energia. Isso parece exagerado. Você vê espuma na boca se alguém está desidratado, como no caso da raiva. O perigo real da eletrocussão? Normalmente, parada cardíaca e danos graves aos tecidos. Se houver energia suficiente, uma explosão? Talvez, mas você estaria morto .”

O dia das Bruxas A representação da morte na série nem sempre ressoou tão autêntica com seu público. O icônico original de 1978, embora fundamentado em comparação com suas sequências, teve seus momentos fantásticos. Lembra-se de Michael prendendo uma vítima na parede com apenas uma faca?

RELACIONADOS: George P. Wilbur, dublê e estrela da franquia Halloween, morre aos 81


A evolução do Halloween: da ameaça mascarada aos mistérios arcanos

Michael Myers Halloween 4
Fotos Internacionais de Trancas

À medida que as sequências se acumulavam, o realismo começou a ficar em segundo plano. Notavelmente, revelações como o relacionamento secreto entre irmãos de Michael e Laurie e a sobrevivência de Michael Myers e Dr. Loomis a uma grande explosão tornaram-se parte da narrativa. Na época de 1989 A vingança de Michael Myers rolado, a série abraçou totalmente o sobrenatural, sugerindo um vínculo psíquico entre Michael e a sobrinha de Laurie, Jamie Lloyd.

No sexto filme, a narrativa mergulhou de cabeça no místico, explicando a fúria assassina de Michael como resultado de uma maldição druida, obrigando-o a erradicar sua linhagem. A série não era mais apenas sobre um assassino mascarado, mas se aventurou no domínio de antigas maldições e ritos sombrios.

A eletrocussão de John Strode em Halloween: A Maldição de Michael Myers pode ser visto como o culminar desta transição do realismo corajoso para o horror sobrenatural. Embora seja tentador criticar a cena por sua falta de precisão médica, é preciso lembrar a evolução mais ampla da série. Com o tempo, passou de uma história de um assassino inexplicável para uma história profundamente enraizada no místico e no arcano.

Embora a crítica do Dr. Wagner ofereça uma perspectiva divertida e esclarecedora, é essencial ver a série Halloween não como um manual de eventos da vida real, mas como uma montanha-russa de suspense, choques e, sim, explosões ocasionais de cabeça. Quer você aplauda ou se estremeça com seus excessos, a franquia Halloween certamente deixou uma marca inesquecível no cenário do cinema de terror.