ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

10 melhores filmes em que a menina se disfarça de menino, classificados

O cinema tem muitas coisas maravilhosas. Entre elas está a sua capacidade de espelhar a sociedade, refletindo e desafiando algumas das normas que acreditamos estarem estabelecidas. Além disso, o cinema suscita debates enriquecedores que continuam mesmo depois do fim dos filmes. Um tema que tem sido frequentemente explorado na indústria é o das mulheres que desafiam todas as convenções e assumem identidades masculinas para atingir diferentes objetivos, desde coisas menores como desfrutar de um romance sem ter que se preocupar com a opinião das pessoas até ingressar no exército de sobra. familiares enfermos de morte certa.

VÍDEO MOVIEWEB DO DIA

ROLE PARA CONTINUAR COM O CONTEÚDO

Embora estas histórias sejam extremamente divertidas para o público e repletas de reviravoltas inesperadas, ainda questionam as restrições de género e o status quo, provando, mais uma vez, que as mulheres não têm limitações no que diz respeito aos papéis que podem desempenhar. Aqui está uma retrospectiva dos melhores filmes em que meninas se disfarçam de meninos.

10 Albert Nobbs (2011)

Alberto Nobbs

Alberto Nobbs

Data de lançamento
21 de dezembro de 2011

Diretor
Rodrigo Garcia

Elenco
Aaron Taylor-Johnson, Mia Wasikowska, Jonathan Rhys Meyers, Brendan Gleeson, Glenn Close, Maria Doyle Kennedy

Avaliação
R

Gênero Principal
Drama

Alberto Nobbs chegou às telas em 2011, adaptando o romance de George Moore publicado oito décadas antes. Esta produção tem Rodrigo Garcia como diretor e Glenn Close liderando o elenco como Albert Nobbs, uma irlandesa que passou anos se passando por homem e trabalhando como mordomo em um hotel para arrecadar dinheiro suficiente para abrir seu próprio negócio, na esperança de alcançar a liberdade económica que ela anseia.

O que o torna ótimo

Este filme resume os esforços que muitas mulheres percorreram ao longo da história para sobreviver e perseguir seus sonhos e, apesar das críticas mistas, vale a pena assistir por sua história emocionante e pelas atuações marcantes de Close e Janet McTeer, em particular, pelas quais eles ganharam vários elogios, incluindo indicações ao Oscar.

Alugue na AppleTV

9 O Mensageiro: A História de Joana D’Arc (1999)

O Mensageiro: A História de Joana D'Arc
Buena Vista Internacional

O Mensageiro: A História de Joana D’Arc é um dos filmes mais populares que narra a vida desta padroeira francesa, acompanhando-a desde a sua infância marcada pela tragédia até à sua ascensão na liderança do exército para libertar o seu país do domínio inglês, terminando com a sua morte quando ela tinha apenas 19 anos. velho. Foi lançado em 1999, com Milla Jovovich no papel-título e Luc Besson como diretor.

O que o torna ótimo

Embora o filme não tenha tido um bom desempenho de bilheteria, vale a pena assisti-lo por sua abordagem única, retratando a história da famosa mulher ao mesmo tempo em que foca em sua própria psique e sua conexão com a fé. Jovovich apresenta uma atuação forte que lhe rendeu grande aclamação, assim como as cenas de batalha encenadas no filme.

Transmitir no vídeo principal

8 O Associado (1996)

O Associado
Distribuição de fotos de Buena Vista

Na comédia de Donald Petrie de 1996 O Associado, Whoopi Goldberg interpreta Laurel, uma banqueira de investimentos que luta para ter sucesso em um campo dominado por homens. Depois de descobrir que foi desprezada em uma promoção por causa de seu gênero, ela pede demissão e abre sua própria empresa, embora invente um parceiro fictício para ser levado a sério, algo que se mostra ao mesmo tempo bem-sucedido e arriscado.

O que o torna ótimo

O Associado é uma comédia alegre que faz o público rir ao mesmo tempo em que foca em um assunto gravíssimo que, quase 30 anos depois do lançamento do filme, ainda perdura até hoje: a discriminação de gênero nos ambientes profissionais. Entre outros destaques do filme estão as atuações hilárias de seu elenco, principalmente Goldberg e Dianne Wiest.

Alugue na AppleTV

7 Apenas um dos caras (1985)

Apenas um dos caras

Apenas um dos caras

Data de lançamento
26 de abril de 1985

Diretor
Lisa Gottlieb

Elenco
Joyce Hyser, Clayton Rohner, Billy Jayne, Toni Hudson, William Zabka, Leigh McCloskey

Avaliação
PG-13

Gênero Principal
Comédia

Joyce Hyser estrela a comédia adolescente de Lisa Gottlieb Apenas um dos caras como Terry, uma aspirante a jornalista que acha que seus professores não a levam a sério porque ela é mulher. Determinada a provar seu ponto de vista, ela se disfarça de homem e se matricula em outra escola, mas seu plano fica complicado quando ela se apaixona por um de seus novos colegas.

O que o torna ótimo

Apenas um dos caras é um filme cafona dos anos 1980 cujo principal objetivo é entreter o público, o que certamente acontece. Mas, além disso, apresenta alguns elementos muito interessantes, como a jornada de crescimento pessoal do personagem principal ao longo do filme, seu enredo romântico e o fato de nos permitir fazer uma viagem pela estrada da memória, capturando perfeitamente a sensação de sua década. .

Alugue no Apple TV+

6 Yentl (1983)

Yentl
MGM

O drama musical de 1983 Yentl marcou a estreia de Barbra Streisand na direção, na qual ela também atuou como atriz principal, co-roteirista e co-produtora. Este filme, baseado na história de Isaac Bashevis Singer, segue Yentl, uma polonesa do início de 1900 que opta por se passar por homem para frequentar a escola e aprender sobre o Talmud, sem saber o que a vida lhe reserva em tal. uma aventura.

O que o torna ótimo

A maior parte do que fez Yentl um filme muito aclamado envolve Streisand: ela provou que tem tudo para ter sucesso em muitos papéis, não apenas se destacando como protagonista do filme, mas também se tornando a primeira mulher a ganhar o Globo de Ouro de Melhor Diretor. O filme também se beneficia de sua história comovente e, acima de tudo, de sua trilha sonora, que ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original.

Transmitir no máximo

Relacionado: Melhores filmes LGBTQ + sobre mulheres, classificados

5 Décima Segunda Noite (1996)

Décima Segunda Noite
Recursos de linha fina

1996 Décima Segunda Noite é uma das adaptações mais aclamadas da peça de William Shakespeare. Dirigido por Trevor Nunn e estrelado por Imogen Stubbs, Helena Bonham Carter e Toby Stephens, segue uma mulher do século 19 que, ao perder seu irmão em um naufrágio, chega à costa da Ilíria e se faz passar por homem para trabalhar para o duque Orsino, por quem ela rapidamente se apaixona. Mas sua vida se complica quando Olivia, a paixão de Orsino, se apaixona por ela, sem saber de seu segredo.

O que o torna ótimo

Talvez o melhor deste filme seja o seu elenco maravilhoso, formado por algumas das maiores estrelas inglesas da indústria, o que por si só é motivo suficiente para conferir. Mas, além disso, o filme é uma adaptação muito boa da peça de Shakespeare e, embora exija algumas liberdades criativas, ainda preserva o espírito da peça original.

Alugue no Apple TV+

4 Titã (2021)

titano

Titã

Após uma série de crimes inexplicáveis, um pai se reencontra com o filho que está desaparecido há 10 anos. Titane: Metal altamente resistente ao calor e à corrosão, com ligas de alta resistência à tração.

Data de lançamento
1º de outubro de 2021

Diretor
Júlia Ducournau

Elenco
Vincent Lindon, Agathe Rousselle, Garance Marillier, Laïs Salameh, Dominique Frot, Myriem Akeddiou

Avaliação
R

Gênero Principal
Horror

Titã é um filme de terror de 2021 que marcou a estreia de Agathe Rousselle como atriz com grande aclamação. É dirigido por Julia Ducournau, uma cineasta extremamente elogiada por seu trabalho no filme de 2016. Crue, por meio de sua trama complexa e enigmática, acompanha Alexia, uma mulher que se envolveu em um acidente de carro quando criança que a deixou com uma placa de titânio na cabeça e uma ligação bizarra com veículos.

O que o torna ótimo

Os filmes de Ducournau são extremamente provocativos e inovadores, e Titã não é exceção, envolvendo o público em uma trama única cheia de reviravoltas com temas bastante inusitados e sombrios. Por seu trabalho neste filme, ela se tornou a segunda diretora a ganhar a Palma de Ouro, e foi ainda reconhecida com vários outros prêmios.

Transmitir no Hulu

3 Ela é o cara (2006)

Ela é o homem

Ela é o homem

Data de lançamento
17 de março de 2006

Diretor
Andy Fickman

Elenco
Amanda Bynes, Channing Tatum, Laura Ramsey, Vinnie Jones, David Cross, Julie Hagerty

Avaliação
PG-13

Gênero Principal
Comédia

Andy Fickman Ela é o homem é um dos filmes mais populares da carreira de Amanda Bynes, estreado em 2006 e inspirado na peça Décima Segunda Noite. No filme, Bynes é Viola, uma jovem que se passa por irmão em um colégio interno para perseguir seu sonho de jogar futebol, embora seus planos sejam mais complicados do que ela esperava quando o amor atrapalha.

O que o torna ótimo

Esta comédia romântica adolescente tornou-se muito popular entre o público jovem graças à sua história leve e divertida e à ênfase em coisas que são importantes para os jovens, como o amor, as pressões sociais e a exploração da identidade de alguém. Uma das partes mais fortes do filme é a atuação de Bynes, que brilha em um duplo papel que lhe rendeu grande aclamação.

Transmitir na Paramount +

2 Shakespeare Apaixonado (1998)

Shakespeare apaixonado

Shakespeare apaixonado

Data de lançamento
29 de janeiro de 1998

Diretor
John Madden

Elenco
Geoffrey Rush, Tom Wilkinson, Steven O’Donnell, Tim McMullan, Joseph Fiennes, Steven Beard

Avaliação
R

Gênero Principal
Comédia

Shakespeare apaixonado é uma comédia romântica de 1998 estrelada por Gwyneth Paltrow e Joseph Fiennes e dirigida por John Madden. Esta produção, que ganhou o Oscar de Melhor Filme, acompanha a história de amor entre o jovem dramaturgo William Shakespeare e sua musa, Viola de Lesseps, a mulher que o inspirou a escrever. Romeu e Julieta. No filme, Paltrow interpreta Viola, que, antes de iniciar um caso com Shakespeare, se faz passar por homem para conseguir um papel em uma de suas peças (já que apenas homens podiam atuar no palco nessa época).

O que o torna ótimo

Esta produção combina romance, comédia e drama, contando com um roteiro espirituoso e equilibrado, ótimos figurinos e excelente trabalho de todos os membros do elenco. Shakespeare apaixonado deu a Paltrow o papel que a tornou uma força a ser reconhecida na indústria, bem como um Oscar de Melhor Atriz. Além disso, o filme aprofunda temas como inspiração e processos criativos, que agradam a diversos públicos.

Transmitir no máximo

Relacionado: Depois de 25 anos, este amado filme da Disney ainda é o melhor filme de ação do gigante da animação

1 Mulan (1998)

mulan

Mulan

Data de lançamento
4 de setembro de 2020

Diretor
Niki Caro

Elenco
Yifei Liu, Donnie Yen, Li Gong, Jet Li, Jason Scott Lee, Yoson An

Gênero Principal
Aventura

Completando esta lista está Mulan, o filme de animação de 1998 que presenteou o público com a primeira princesa guerreira da Disney. Esta produção de Barry Cook e Tony Bancroft leva-nos à China, apresentando Fa Mulan, uma jovem corajosa que, ansiosa por impedir o seu pai idoso de ir para a guerra, finge ser um homem e alista-se no exército, embarcando numa viagem de autodescoberta e desafiando todas as expectativas de género ao longo do caminho.

O que o torna ótimo

Mulan é um dos maiores clássicos da Disney e se tornou um sucesso de crítica e público por explorar novos temas sem comprometer a excelência ou sua capacidade de entreter. Entre os destaques dessa produção estão a animação, a construção dos personagens e a trilha sonora cativante, que permanece gravada na mente dos fãs até hoje.

Transmitir no Disney+