ANTENA DO POP - Diariamente o melhor do mundo POP, GEEK e NERD!
Shadow

10 filmes em que os atores principais têm ótima química

Início

Você sabe como dizem – o todo é maior que a soma das partes? Bem, nos filmes, isso se aplica a performances individuais incríveis dos atores, o que acaba resultando no tipo de magia que ressoa no público e os puxa direto para a história. Quer se trate de uma comédia romântica, de um filme de camaradagem ou de um drama coletivo, nada eleva uma história tanto quanto a energia que é compartilhada entre dois atores.

VÍDEO MOVIEWEB DO DIA

ROLE PARA CONTINUAR COM O CONTEÚDO

Assistir os atores principais dançando aquele tango indescritível, abordando a química emergente e atuando uns com os outros em sincronia é o que transforma um filme em uma obra-prima verdadeiramente inesquecível. Na verdade, algumas dessas conexões com co-estrelas são tão icônicas que é impossível imaginar outra pessoa desempenhando seus papéis. De qualquer forma, a presença inegável de sua atração nos suga como um buraco negro, marcando-se em nossas cabeças durante anos. Hoje, vamos mergulhar você em filmes onde os mestres do ofício encontraram seu par na tela e, juntos, criaram alguns dos filmes mais fascinantes já feitos.

10 Titânico (1997)

Rose e Jack se beijam na proa do Titanic
Supremo

James Cameron fez história com este épico de desastre que ainda é um dos filmes de romance mais devastadores já feitos. Titânico é a história de dois amantes cruzados que dançam uma valsa proibida no luxuoso navio de passageiros até que a tragédia os atinge. Jack Dawson é um artista modesto e Rose, de dezessete anos, é filha de uma família de classe alta, que em breve se casará contra sua vontade. Mas quando os dois se encontraram, isso evocou algo antigo neles.

Leonardo DiCaprio e Kate Winslet trouxeram à tona uma paixão na tela que era mais quente do que a ficção quente de seus personagens. Além de serem grandes amigos na vida real, seus talentos maduros e miríades ajudaram a trazer crueza e humanidade em cada olhar comovente que compartilharam. A devoção deles ao ofício era tão pura que ainda assombra e cura gerações de telespectadores.

9 Com vontade de amar (2000)

Tony Leung e Maggie Cheung em In the Mood For Love
Bloco 2 Imagens

Quer seja Expresso Chungking ou Anjos caídos, Os filmes de Wong Kar-Wai são aclamados como obras-primas porque seus personagens trazem uma intensidade sem palavras aos seus papéis e tornam a história mais cativante para os espectadores. Quanto a Com vontade de amar, há profundezas ocultas na narrativa que vêm à tona através das atuações impecáveis ​​de Maggie Cheung e Tony Leung. Este último interpreta Chow Mo-wan, um jornalista que recentemente se mudou para um apartamento em Hong Kong, com sua esposa passando a maior parte das noites fora do trabalho.

Relacionado: Os 10 melhores filmes de Wong Kar Wai, classificados pelo Rotten TomatoesA solidão o leva a fazer amizade com sua encantadora vizinha, Su Li-zhen, uma mulher que tem o mesmo tipo de casamento. Depois de descobrirem que ambos os cônjuges os estão traindo, eles decidem fazer o mesmo. Só que a consciência deles nunca permite que ultrapassem os limites. Tanto Maggie Cheung quanto Tony Leung trocam silêncio, o que ressoa muito mais alto do que as palavras jamais poderiam. Com tanta moderação, eles comandam o espaço entre eles e guardam volumes com todas as coisas que não foram ditas.

8 Clube da Luta (1999)

Clube da Luta por David Fincher
Raposa do século 20

Talvez Clube de luta não teria sido tão icônico se Tyler Durden, de Brad Pitt, ou o Narrador, de Edward Norton, estivessem sozinhos na loucura. O fato de ser compartilhado pelos dois, com uma nuance quentinha, é o que torna o filme de David Fincher um clássico cult. Norton interpreta um insone de colarinho branco que está tão enojado com o capitalismo e exausto com o exercício que forma um clube underground onde os homens podem libertar sua raiva por meio de brigas.

Mas, para isso, ele conta com a ajuda de um vendedor de sabonetes, interpretado por Pitt. Sua loucura igual é o que leva o clube a fins sinistros, espelhando a frustração de cada escravo corporativo em um tango freudiano em constante evolução. Eles podem ser cacos de vidro quebrados quando separados, mas juntos essas almas sombriamente cômicas se tornam inteiras. E o mesmo sentimento é transmitido por eles na tela como os revolucionários do cinema sobre o que significa masculinidade.

7 Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004)

Brilho Eterno da Mente Sem Lembranças
Recursos de foco

Escrito por Charlie Kaufman e dirigido por Michel Gondry, Brilho Eterno da Mente Sem Lembranças é um romance de ficção científica que comenta relacionamentos, seus finais devastadores e as memórias dolorosas deixadas para trás. Joel e Clemetine costumavam ser loucamente apaixonados, até que deixaram de ser. Após o rompimento, Clementine decide passar por um processo que apagaria todas as lembranças do relacionamento que compartilhavam.

Quando Joel fica sabendo disso, ele decide fazer o mesmo. Mas durante o tratamento, ao perceber que as coisas boas também estavam escapando, Joel tenta desesperadamente agarrar-se aos momentos, lembrando exatamente por que se apaixonou por Clementine. Jim Carrey e Kate Winslet pintam os tons de desgosto na ideia de namorar e se recuperar neste quebra-cabeça com facilidade. Por mais fascinantes que sejam seus personagens, eles nos lembram que todos os pássaros feridos ficam inteiros e eventualmente curam.

6 Os Caras Bonzinhos (2016)

Os Caras Bonzinhos Shane Black filme de Natal
Warner Bros.

O ano é 1977 e Los Angeles tem uma atmosfera repleta de lazer que implora para ser capturada e transformada em uma comédia de resolução de crimes. Em Os caras legaisRyan Gosling interpreta Holland March, um detetive particular azarado e extremamente infeliz que se junta a um executor de polegar dolorido chamado Jackson Healy, de Russell Crowe (inicialmente contratado para manter March longe do rastro) para descobrir o paradeiro de pornografia famosa estrela Montanhas Nebulosas.

Os caras convertem o filme neo-noir em uma arte com seu timing preciso. Mesmo que eles não tenham nenhum respeito um pelo outro no início, suas repulsas crepitam com a faísca de dois homens que precisam urgentemente de rir. Através de vários golpes baixos e insultos, sua química traz luz à humanidade e à inteligência ocultas. Juntos, para o bem ou para o mal, eles encontraram uma maneira de vencer e mostrar que os heróis nem sempre usam capas, apenas trajes de lazer muito justos.

5 Retrato de uma senhora em chamas (2019)

Noémie Merlant como Marianne e Adèle Haenel como Héloïse
Filmes Pirâmide

Na bela representação do amor de Céline Sciamma, Adèle Haenel e Noémie Merlant pintam um romance de tirar o fôlego. Ambientado na França na década de 1770 Retrato de uma senhora em chamas é a história de Marianne, uma pintora brilhante contratada para criar um retrato de Héloïse, uma futura noiva. Estritamente aconselhada a não deixar Héloïse saber do retrato, Marianne não tem escolha senão observá-la à distância, vislumbrar seu rosto e pintá-lo à noite.

Como artista e musa, sua conexão floresce em momentos fugazes de compreensão que provam ser muito mais ricos do que quaisquer tropos exagerados que surgiram antes. O fato de seu amor ter sido considerado inválido na época apenas fortalece sua intimidade, algo que eles não ousam abordar. Haenel e Merlant são verdadeiramente deslumbrantes ao estabelecerem um relacionamento, visto finalmente, na arte e no amor, como um e o mesmo – lindo.

4 Manual do lado positivo (2012)

Manual do lado positivo Bradley Cooper e Jennifer Lawrence
A Companhia Weinstein

O filme que rendeu a Jennifer Lawrence o Oscar de Melhor Atriz, O lado bom das coisas não é apenas uma comédia romântica. Com Bradly Cooper a reboque, Lawrence sapateia neste drama improvável a alturas inacreditáveis. Dirigido por David O. Russell, o filme acompanha Pat Solitano, um homem que espancou o amante de sua esposa e acabou em um hospício após ser diagnosticado com transtorno bipolar. Quando ele volta da instalação para a casa de seus pais, ele tenta acalmar as coisas com sua ex-mulher enquanto se depara com Tiffany, que está lidando com a vida à sua maneira.

Essas almas incompatíveis, cujos maiores riscos são um ao outro, traçam as geografias íntimas do luto, da mudança e da aceitação no porão da Tiffany enquanto ensaiam para uma competição de dança. Há uma queima lenta, sorrisos saindo de olhos calorosos e o desejo de encontrar frestas de esperança em todos os lugares.

3 Antes do nascer do sol (1995)

Julie Delpy e Ethan Hawke em Antes do Amanhecer
Fotos de Colômbia

Richard Linklater dirigiu este sussurro de uma joia indie em 1995, mas ainda permanece como o epítome de como o amor é e deve ser. Segue-se Jesse de Ethan Hawke e seu adorável desejo de viajar encontrando uma companheira digna em Celine de Julia Delpy, que não é apenas uma alma curiosa, mas também bastante receptiva às idéias de Jesse. A partir do momento em que seus olhos se encontram, você pode sentir que há eletricidade entre eles.

Relacionado: Se você gostou de Before Sunrise, vai adorar esses filmes

Como dois estranhos de passagem por Viena, o seu encontro casual e o seu futuro não planeado levam a uma história de amor repleta de momentos emocionantes e diálogos afetuosos. No filme, eles respondem questões relacionadas a romance e relacionamentos, idealismo e fé. É certo em seus olhares que têm consciência do tempo fugaz, mas Antes do nascer do sol é um filme dolorosamente lindo, e os atores principais o tornam assim.

2 La La Land (2016)

La La Terra
Lionsgate

Celebrado por ter um roteiro, trilha sonora e fotografia impecáveis, La La Terra é uma maravilha absoluta quando se trata de finais felizes emocionantes. Centrado em torno de Sebastain, um pianista que sonha em fazer sucesso em Hollywood, e Mia, uma garçonete que deseja nada mais do que se tornar atriz, o filme mostra primeiro o encontro casual, depois a conexão que estão construindo e, eventualmente, um amor que não acontece. perdura, mas dura.

Ryan Gosling e Emma Stone incendeiam a tela prateada no antigo e grande amor de Damien Chazelle e em sonhos maiores com uma química que estala, mas permanece firme. Por meio de números musicais que provocam quanto pode custar sua união, o filme cria uma atmosfera onde o público especula um fim. E quando isso acontecer, esperanças e tristezas encontram um novo patamar naquela última cena que diz tudo.

1 Vermelho, Branco e Azul Royal

Alex espalha bolo no ombro de Henry em vermelho, branco e azul royal
Vídeo principal

Embora seja uma entrada bastante recente no jogo Vermelho, Branco e Azul Royal abalou o público e a internet ao mostrar onde e como o cinema queer atingiu o pico. Não é o típico garoto que conhece um garoto, o filme segue Alex Claremont-Diaz, o primeiro filho dos Estados Unidos, e o príncipe sobressalente da Inglaterra, Henry Fox, passando de não se suportam a não consigo -fiquem longe um do outro em questão de minutos.

Sendo importantes para os seus próprios países e para a reputação das suas famílias, o seu amor primeiro floresce nas sombras, mas eventualmente encontram a coragem para enfrentar o mundo. Porém, é a química entre Taylor Zakhar Peres e Nicholas Galitzine que realmente faz toda a diferença. De olhares demorados a carícias quentes, o amor deles é exibido plena e livremente. E não faríamos isso de outra maneira.